Ministro Helder Barbalho estará em Santos PDF Imprimir E-mail
Escrito por Jorge Fernandes   
12-02-2016

 

Aviso de Pauta: Ministro Helder Barbalho estará em Santos neste sábado (13/02) para assinatura de ato visando início de obras na Perimetral Portuária e em ações de combate ao Aedes aegypti

 

ministro chefe de Secretaria de Portos da Presidência da República, Helder Barbalho, assina no próximo sábado (13.02), durante visita ao Porto de Santos, a Ordem de Serviço para início das obras do Sistema Viário da Margem Direita do Porto de Santos, entre o canal 4 (Macuco) e a Ponta da Praia, no litoral paulista. Na cerimônia de assinatura, a ser realizada a partir das 10h30, no Centro de Treinamento da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), estarão presentes o diretor presidente da empresa, Alex Oliva, demais autoridades e representantes do setor portuário. A presença do ministro mostra a importância desta obra para a cidade, que receberá umainfraestrutura que eliminará conflitos rodoferroviários, beneficiando a movimentação de contêineres e grãos, além de agregar aos arrendamentos existentes áreas não operacionalizadas e ampliar área operante do pátio ferroviário. O investimento para este trecho é de 72 milhões.

 

Na sequência, diante da preocupação nacional frente ao aumento do número de casos de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti, ministro Helder e o presidente da Codesp, Alex Oliva, participam do ato do Plano de Mobilização e Combate ao Mosquito nos Portos. No evento, que marca o esforço do setor portuário nesta mobilização nacional, estão previstas a apresentação das ações desenvolvidas pela Codesp para combater o mosquito no Porto de Santos e a visita ao cais público para verificação das instalações portuárias e intensificação das ações para inibir a proliferação doAedes aegypti.

 

Ainda em Santos, o ministro vai conhecer as instalações da Pinacoteca Benedicto Calixto, que pela primeira vez recebe patrocínio da Codesp. A Pinacoteca é uma das principais referências culturais da cidade e exibe mostras, apresentações musicais e teatrais, além de possuir um importante acervo do pintor santista que lhe confere o nome. Um dos objetivos do patrocínio a projetos na área de cultura é permitir uma interação maior entre a cidade e porto em todos os seus aspectos: social, cultural, esportivo e ambiental.

 

 

10h30 - Porto de Santos

Centro de Treinamento da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), localizado na Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, s/n, no bairro do Macuco, em Santos (SP).

 

12h30 – Pinacoteca Benedicto Calixto

Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15 – bairro do Boqueirão, Santos (S

Recomende este artigo...

 
Cetesb interdita terminal de granéis sólidos vegetais no Porto de Santos PDF Imprimir E-mail
Escrito por Jorge Fernandes   
28-01-2016

Cetesb interdita terminal de granéis sólidos vegetais no Porto de Santos

Esteiras transportadoras de granéis sólidos vegetais foram lacradas

DE A TRIBUNA ON-LINE
20/01/2016 - 16:05 - Atualizado em 20/01/2016 - 16:37
ENVIAR

O terminal 39 externo do Porto de Santos foi temporariamente interditado pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental, ligada à Secretaria do Meio Ambiente (Cetesb). A interdição ocorreu após o órgão receber inúmeras reclamações da população sob a emissão de material particulado (poeiras) e odores fétidos.

Essa já é a terceira multa que a empresa recebe por emissão de material particulado para a atmosfera. Desde 2012 a empresa já foi multada em R$ 494 mil. Segundo a Cetesb, a empresa não cumpriu as exigências, e controle feitas pelo órgão ambiental, para eliminar a emissão de poluentes.

O local, operado pela Caramuru Alimentos, teve suas esteiras transportadoras de granéis sólidos vegetais lacradas. Esse equipamento é utilizado para a movimentação de mercadorias como: soja, farelo de soja, milho e pellets de polpa cítrica

Para a realização do embarque de granéis sólidos em navios, a Caramuru utiliza dois carregadores, identificados como “ship loaders”, instalados no berço de atracação 38 da Codesp. Na operação de fiscalização, realizada hoje pelos técnicos da Agência Ambiental de Santos, foram lacradas as esteiras transportadoras de carga.

A empresa Caramuru Alimentos S.A. fica na Av. Governador Mario Covas Júnior

Recomende este artigo...

 
Governo anuncia licitação de seis áreas em Santos PDF Imprimir E-mail
Escrito por Jorge Fernandes   
28-01-2016

Governo anuncia licitação de seis áreas em Santos

Secretaria de Portos planeja realizar leilões desses terminais ainda neste semestre

FERNANDA BALBINO
28/01/2016 - 13:21 - Atualizado em 28/01/2016 - 13:27
ENVIAR
Um dos terminais que serão leiloados fica na Alemoa

Mais seis áreas do Porto de Santos serão licitadas ainda neste semestre pelo Governo Federal. A expectativa do ministro dos Portos, Helder Barbalho, é publicar os editais de concessão antes do dia 31 de março, quando serão leiloados lotes do Pará. 

A estratégia de divulgação dos novos processos de arrendamento foi fechada em reunião entre o chefe da Secretaria de Portos (SEP) e o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Mario Povia, acompanhados por técnicos das duas pastas. Além das áreas no Porto de Santos, serão licitadas outras no Pará (duas em Santarém, uma em Vila do Conde e uma em Belém). 

O Porto de Santos terá dois novos terminais de granéis líquidos. Um deles será na Alemoa, o STS 25. Lá, estão previstos investimentos de R$ 156,8 milhões para a movimentação de 350 mil toneladas de cargas por ano. Derivados de petróleo, produtos químicos, etanol e óleos vegetais estão entre as mercadorias. 

As mesmas cargas serão operadas no STS13, que será licitado na Ilha Barnabé, na Margem Esquerda (Área Continental de Santos). Lá é prevista a movimentação de 690 mil toneladas anuais. No entanto, o novo arrendatário deverá desembolsar R$ 187,94 milhões na gleba. 

Ainda na Margem Esquerda, mas em Guarujá, a SEP pretende leiloar o STS15, que fica em Conceiçãozinha. No local, que demandará investimentos de R$ 34,2 milhões em infraestrutura, será construído um terminal de contêineres. 

Também foi definida a licitação do STS10, que reúne lotes no Cais do Saboó e será reservado para operar carga geral.

Os planos do Governo Federal ainda incluem a licitação de dois novos terminais de granéis sólidos. Desta vez, sal e fertilizantes serão as principais cargas a serem movimentadas. 

O primeiro é o STS11, que fica em Outeirinhos. A previsão é operar 3,3 milhões de toneladas anuais de fertilizantes. Após o arrendamento, serão necessários investimentos da ordem de R$ 136,43 milhões em infraestrutura para o novo terminal. Já o STS20, que ficará na mesma região, movimentará 2,2 milhões de toneladas de sal e fertilizantes por ano. Lá, serão necessários investimentos de R$ 149,98 milhões na implantação da nova unidade. 

Pará

No Pará, serão licitadas outras quatro áreas. Uma será em Vila do Conde, onde será implantado um terminal de granéis sólidos minerais e granéis líquidos. Já em Belém, será construído um terminal multipropósito, enquanto em Santarém, serão licitados dois terminais de granéis líquidos. 

A SEP também definiu, ontem, outras dez áreas para serem licitadas. Há cinco instalações em Belém: sendo um terminal de granéis líquidos de Miramar e outros quatro terminais de GLP na capital. Outros cinco terminais serão implantados em Vila do Conde. Todos terão como foco a movimentação de granéis líquidos. “Nosso objetivo é o de realizar os leilões dessas 20 áreas ainda neste primeiro semestre”, previu o ministro.

Após esses leilões, outras 64 áreas devem ser ofertadas, completando o lote de 93 glebas que a SEP pretende levar a leilão ao longo do ano. O ministro lembra que, agora, essas 64 áreas precisam ter seus editais de arrendamento aprovados pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Recomende este artigo...

 
 
Produzido por FDG Informática